terça-feira, 16 de março de 2010

Da Vinci previu o fim do mundo, diz pesquisadora

Um outro código Da Vinci pode vir à tona. É isso que garante uma pesquisadora do Vaticano, que afirma que Leonardo Da Vinci previu o fim do mundo para o dia 1º de novembro do ano de 4006.

Segundo Sabrina Sforza Galitzia, citada em reportagem do jornal britânico The Times, as evidências foram encontradas no afresco A Última Ceia, o mesmo utilizado no romande de Dan Brown.

De acordo com a pesquisadora, a janela central sobre a imagem de Cristo e seus discípulos antes da crucificação contém um quebra-cabeça matemático e astrológico que ela conseguiu decifrar. O resultado desse enigma seria a previsão de que o mundo pode acabar em uma "enchente universal" que terá início no dia 21 de março de 4006 e terminará no dia 1º de novembro do mesmo ano. Documentos apontam que Da Vinci acreditava que essa data marcaria um "novo começo para a humanidade".

"Existe um código Da Vinci - e não é aquele que se tornou popular graças a Dan Brown", disse Sforza Galitzia, que já estudou os manuscritos de Da Vinci na Universidade da Califórnia e agora trabalha nos arquivos do Vaticano. Atualmente, ela analisa códigos escondidos na obra do artista que envolvem signos do zodíaco e o uso das 24 letras do alfabeto latino usadas para representar as 24 horas do dia.

A Última Ceia possui 4,6 metros de altura e 8,8 metros de largura e cobre uma parede inteira do Convento de Santa Maria das Graças, em Milão. Da Vinci começou a pintá-la em 1495 e terminou três anos mais tarde. A obra foi bastante explorada no romance O Código Da Vinci, de Dan Brown, que sugeria que a figura ao lado de Jesus não seria o apóstolo João e sim Maria Madalena, grávida de Jesus.

Fonte: Veja

Nenhum comentário: