segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A Estrada: muita esperança no fim do Mundo


Não há esperança para o mundo, mas ela subsiste para o ser humano.

O Armagedão já aconteceu muitas vezes. Só em 2009 em Hollywood, o tema originou vários filmes, como ‘Sinais do Futuro’, ‘Exterminador Implacável – A Salvação’, ‘2012’ e, agora, ‘A Estrada’. Tem sido um fim do mundo às prestações: carvão, petróleo, meteoritos, bombas atómicas... Ninguém paga a pronto. E a que mundo se referem? À civilização? Enfim, poucos imaginam a Terra sem pessoas, ainda que baste recuar uns milhões de anos. Nestes filmes, há quem veja a nossa espécie como uma praga a abater (fanáticos da Natureza ou realistas?), embora sobreviva sempre alguém. Os filmes pós-apocalípticos, regra geral, são optimistas. Não há esperança para o mundo, mas ela subsiste para o ser humano.

‘A Estrada’ foca o retrocesso civilizacional consequente ao Apocalipse e revelador do melhor e do pior de cada um. Há canibais sádicos e pais de família devotos com filhos impolutos. O que há de novo? Ao contrário do habitual, não se trata do género aventura, mas dum melodrama sobre a capacidade de continuar humano quando tudo impele à bestialidade. Algo semelhante ao que se vive em cenários de guerra (do Iraque aos guetos de LA), onde morrer é um luxo (como diz uma personagem) e a fé é opulência.

Mas o filme também enfatiza que a desunião deverá ser o maior receio da humanidade, mesmo quando o sol, animais e árvores desaparecerem. Os vilões de ‘A Estrada’ agrupam-se e, juntos, usurpam, devoram e propagam o medo de estar vivo. "Eles comem tudo", soa-lhe familiar? Já os bons da fita parecem sem-abrigo. Andrajosos, sujos e de carrinhos de supermercado cheios de cartão, farrapos, ferro-velho e outras sobras, deambulam sozinhos. Tudo fazem para escapar às garras dos clãs sanguinolentos. Até actos heróicos. Mas nunca lhes ocorre que, solitários e isolados, são presas muito fáceis. Seja com o fim do mundo. Ou sem ele.

FICHA
Título: ‘A Estrada’
Realizador: John Hillcoat
Intérpretes: Viggo Mortensen, Kodi Smit-McPhee, Charlize Theron, Robert Duvall


Joana Amaral Dias, Psicóloga

Fonte: Correio da Manhã - Portugal


O filme estreia 12 de fevereiro no Brasil


+ The Road - A Estrada

Nenhum comentário: