quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Bíblia: parece fácil entender, mas não é

Hugo Alvarenga Novaes
Biblista

A Bíblia parece fácil de entender. Parece!... Pensamos: se Deus é perfeito, sua palavra também. Mas não é isso que encontramos.

Observemos: no 1º dia, Deus cria a luz (Gênesis 1,3-5). No 4º, o sol e a lua (Gn 1,14-19). Não sabemos qual fonte de luz foi usada no 1º, pois os astros celestes só surgem no 4º. Em Êxodo 24,9-10, é-nos dito que Arão, Nadabe, Abiu e 70 anciãos viram a Deus. O mesmo livro fala-nos que nenhum homem pode vê-lo e viver (Ex 33,20). O apóstolo João afirma que ninguém jamais viu (Jo 1,18).

Segundo uns, Adão foi o primeiro habitante da Terra. Entretanto, seu filho Caim, quando expulso do paraíso, edificou uma cidade (Gênesis 4,17). Ora, para fazer isso ele precisaria de muitas pessoas; mas só existia a família de Adão. Quanto aos israelitas no Egito, não sabemos se foram expulsos (Êxodo 12,39), se lhes foi permitido sair (Êxodo 13,17) ou se fugiram (Êxodo 14,5). Também desconhecemos o verdadeiro sogro de Moisés? Se Jetro (Êxodo 18,1) ou Hobabe (Juízes 4,11).

Igualmente ignoramos se somos punidos por nossos erros na 3ª e 4ª gerações (Êxodo 20,5), se cada um pagará por sua falta (Deuteronômio 24,16) ou se o justo receberá a justiça que merece e o injusto pagará por sua injustiça (Ezequiel 18,20). Ficamos em dúvida se Deus (2 Samuel 24,1) ou Satanás (1 Crônicas 21,1) ordenou a Davi que fizesse o censo de Israel.

Somos pela transparência; mas alguns, não. Nas Escrituras vemos, em Mateus 6,24, que é impossível servir ao mesmo tempo a Deus e ao dinheiro. Nisso acreditamos.

Fonte: O Tempo

Nenhum comentário: