segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Livros que li/reli no 4º trimestre de 2008



"Há três tipos de livros: os que ajudam a pensar, os que ajudam a não pensar e os que só ajudam a gastar mal o dinheiro"
Noel Clarasó





83. Esquecer o Natal / John Grisham

Trecho: - Ei, amigão, essa é a árvore mais feia que já vi! - um deles gritou.
- É Natal, vamos lá, gaste algum dinheiro! - berrou o segundo, e os dois caíram na gargalhada.
- Aquela árvore está perdendo o pêlo mais depressa do que um cachorrocom sarna - gritou um deles, e Luther levantou o vidro. Mas ainda ouvia a risada deles.



82. O Recurso / John Grisham

Trecho: Seu patrão, ele percebera, podia ter nervos de aço em uma reunião de diretoria. Era impertubável, decidido, calculista. Mas na solidão do banco traseiro do carro, mesmo com o vidro que os separava erguida, a verdadeira personalidade dele emergia. O homem era irascível, tinha um ego enorme e odiava perder.


81. Emboscada no Forte Bragg / Tom Wolfe

Trecho: As implicações da palavra o atingiram, e uma terrível onda de medo subiu rolando em seu sistema nervoso central, e seu coração a batucar num ritmo assustador.


80. Irmão André: o agente secreto de Deus / Janete e Geoff Benge

Trecho: ...Karl Marx disse - "mê dê vinte e seis soldados de chumbo e eu conquistarei o mundo" Com isso, Marx estava se referindo às vinte e seis letras do alfabeto feitas de chumbo que eram utilizadas para compor o texto em um máquina para produção de impressos. André havia decidido jogar o mesmo jogo dos comunistas, usando a literatura para ajudar a propagar o Evangelho atrás da Cortina de Ferro.




79. Lições de perseverança: as histórias que o Brasil ouviu sobre a igreja perseguida / Irmão André

Trecho: ...em muitos países, a taxa de cristãos caiu de 30% para 3%. Em Israel, os números são ainda mais preocupantes, o percentual de cristãos caiu de 30% para 1,8%. Isso porque os peregrinos cristãos vão lá para visitar pedras mortas ao invés de visitar pedras vivas.


78. O último meronvíngio / Jim Hougon

Trecho: Era uma história interessante, e de certa forma conectava-se com as profecias bíblicas sobre o fim do mundo, que as escrituras afirmam que ocorrerá quando o terceiro Templo for enfim construído. Que idéia engraçada, pensou Dunphy, a CIA envolvida com escatologia. Mas, por outro lado, por que não? Se Branding havia dito a verdade, a agência estava envolvida em um monte de coisas estranhas.


77. A essencial arte de parar / David Kundtz

Trecho: Precisamos ser mais, fazer mais, ir a mais lugares, querer e realizar mais coisas. Mas o dia contiunua tendo 24 horas; e a ano, os mesmos 12 meses.


76. O efeito Harbinger / S. K. Wolf

Trecho: - O metrô de Moscou é muito melhor que este. É mais limpo, e eu acho que os trens são mais rápidos. São mais novoes e não se parecem em nada com este.
- Você sabia que o metrô de Moscou foi construído por engenheiros americanos?



75. Jesus vai ao McDonald's: teologia e sociedade de consumo / Luiz Alexandre Solano Rossi

Trecho: ...quando o discurso teológico já vem numa embalagem pronta, basta abrir a embalagem e reproduzir seu conteúdo. Neste sentido, o conteúdo do discurso teológico tem a tendência de se tornar algo sem vida e a se pretrificar.


74. O vendedor de sonhos: o chamado / Augusto Cury

Trecho: Os vendedores de sonhos são frequentemente estranhos no ninho social. São anormais, pois o normal é chafurdado na lama do individualismo, do egocentrismo, do personalismo.


73. Frédéric Chopin / Eduardo Rincón

Trecho: Foi uma força única, um compositor de personalidade tão singular que jamais teve de lutar para ser reconhecido.


72. O que aprendi com o homem mais rico do mundo: o segredo do Sr. Everet / Alan H. Cohen

Trecho: ...mas não sou bilionário. Se você definir riqueza como dinheiro, estou bem na média. Mas, se considerar os imensos bens da minha vida, estou muito bem servido. Tenho uma esposa adorável....um emprego que me preenche...amigos com quem dou boas
risadas...pores-de-sol maravilhosos....livros inspiradores...músicas que alimentam a minha alma.


71. Cristãos secretos: o que acontece quando muçulmanos se convertem a Cristo / Irmão André , Al Janssen

Trecho: Em Peshawar, Qaf descobriu uma igreja com uma biblioteca onde ele teve oportunidade de ler a respeito do cristianismo. No entanto, quanto mais ele compreendia a fé cristã, mais curioso ficava a respeito da própria fé. Assim, durante vários meses ele estudou e praticou fielmente o islamismo. Foi ficando cada vez mais inquieto e retornou à sala de leitura da igreja onde conheceu um professor que pôde responder às suas perguntas e o ajudou a compreender a fé cristã.




70. O futuro do pensamento brasileiro: estudos sobre o nosso lugar no mundo / Olavo de Carvalho

Trecho: ...o panorama da cultura brasileira não é dos mais promissores.Nossa tendência à supervalorização do popular, do antropológico, do documental, do típico, mostra uma propensão egocêntrica, quase autistica, de uma geração que pretende que os homens do futuro se interessem antes por ela do que por si mesmos.


69. Robert Schumann / Chefi Viejo , Gonzalo del Castillo

Trecho: Todavia, os verdadeiros ensinamentos deste grande filósofo e jurista começariam após o horário escolar, quando este se reunia com o aluno para lhe confessar que era a música a sua verdadeira paixão.


68. Piotr Ilich Tchaikovsky / Chefi Viejo , Gonzalo del Castillo

Trecho: O ato de tocar piano deixava-0 exausto e nervoso, além de lhe causar insônias. Quando assistia a concertos, a música fixava-se de tal modo no seu pensamento que o impedia de adormecer.


67. Wolfgang Amadeus Mozart / Eduardo Rincón

Trecho: A palavra "gênio" deve ser aplicada com muito cuidado. Pode-se ser um bom músico, muito bom músico, e não ser um gênio, tal como foram antes dele Palestina, Monteverdi, Bach etc. Podemos também atribuir esse dom a Mozart sem medo de nos enganarmos. Todo mundo se admira de seu talento precoce, mas ele não era um gênio por ser precocemente dotado. Ao contrário, foi dotado desde criança porque era um gênio.

3 comentários:

Anônimo disse...

Já faz tempo que eu não leio nem orelha de livro...é lamentável...

James Prado disse...

Seria legal e ajudaria a selecionar nossa leitura, se vc colocasse sua opinião sobre os mesmos.
God bless you.

Vitor Grando disse...

Alguns dizem que eu leio muito (41 livros em 2008), mas como você consegue ler tanto assim? Algum segredo?

Um abraço!