terça-feira, 26 de agosto de 2008

Dossiê A Cabana de William P. Young


"Este livro tem o potencial de fazer com a nossa geração o que O Peregrino de John Bunyan fez para a sua. É muito bom."
Eugene Peterson



"Esta história deve ser lida como se fosse uma oração – a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A cabana." Michael W. Smith

Publicado nos Estados Unidos por uma editora pequena, A cabana se revelou um desses livros raros que, através do entusiasmo e da indicação dos leitores, se torna um fenômeno de público – já são quase dois milhões de exemplares vendidos – e de imprensa.

Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada.

Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.

Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.

Em um mundo tão cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: Se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?

As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de forma tão profunda quanto transformou a dele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama.

****
Durante uma viagem que deveria ser repleta de diversão e alegria, uma tragédia marca para sempre a vida da família de Mack Allens: sua filha mais nova, Missy, desaparece misteriosamente. Depois de exaustivas investigações, indícios de que ela teria sido assassinada são encontrados numa cabana abandonada.

Imerso numa dor profunda e paralisante, Mack entrega-se à Grande Tristeza, um estado de torpor, ausência e raiva que, mesmo após quatro anos do desaparecimento da menina, insiste em não diminuir.

Um dia, porém, ele recebe um estranho bilhete, assinado por Deus, convidando-o para um encontro na cabana onde aconteceu o assassinato. Cheio de dúvidas, mas procurando um meio de aplacar seu sofrimento, Mack atende ao chamado e volta ao cenário de seu pesadelo.

Chegando lá, sua vida dá uma nova reviravolta. Deus, Jesus e o Espírito Santo estão à sua espera para um "acerto de contas" e, com imensa benevolência, travam com Mack surpreendentes conversas sobre vida, morte, dor, perdão, fé, amor e redenção, fazendo-o compreender alguns dos episódios mais tristes de sua história.
De uma leitura intensa, sensível e profundamente transformadora, este livro vai fazer você refletir sobre o poder de Deus, a grandeza de seu amor por nós e o sentido de todo o sofrimento que precisamos enfrentar ao longo da vida.

Página oficial: http://theshackbook.com/

Lançado em Agosto de 2007 nos EUA pela Windblown Media

Lançado em Agosto de 2008 no Brasil pela Editora Sextante

Mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos

12 semanas na lista dos mais vendidos dos The New York Times

8 estúdios cinematográficos já se interessaram em adquirir os direitos da obra


Estréia em 03/09/08 na lista dos mais vendidos da revista Veja na 5º posição

Estréia em 01/09/08 na lista dos mais vendidos da revista Época na 5º posição

Estréia em 30/08/08 na lista dos mais vendidos do jornal Folha de S. Paulo na 3º posição


Sobre o autor

William P. Young nasceu em Alberta, no Canadá, mas passou grande parte de sua infância em Papua Nova Guiné, junto com seus pais missionários em uma comunidade tribal. Ele pagou seus estudos religiosos trabalhando como DJ, salva-vidas e diversos outros empregos temporários. Formou-se em Religião em Oregon, nos Estados Unidos.

Blog do autor




Entrevista com o autor - NPR

Entrevista com o autor - The Drew Marshall Show

Matéria "Christian Novel Is Surprise Best Seller" publicada no The New York Times

Matéria "Fiction for the Faith-Starved" publicada na revista Christianity Today

Matéria "'The Shack': Book on accessible God hits big" publicada no The Washington Times

Matéria "Aim at 'spiritually interested' sparks "The Shack" sales" publicada no USA Today

Opinião "Resenha de metade de um livro" publicada na revista Ultimato.


Algumas heresias que o livro está sendo acusado de promover:

- Universalismo;
- Desvalorizar as Escrituras;
- Distorcer a Trindade;
- Deus feminista;
- Promover o Hinduísmo

Resposta da Editora Windblown sobre as supostas heresias




Informação livre: Copie, imprima, distribua, envie por email, carta, fax, rádio, TV. Mantenha o texto e os créditos na íntegra.

4 comentários:

Thomas disse...

ora bolas, a obra é uma ficção! já tem mané metendo o pau. brincadeira, ein?

Arlete Castro disse...

Obrigada por partilhar comigo. Esse livro fez realmente muita diferença em minha vida neste momento. Li as críticas e as resposta da editora. É realmente difícil escrever ficção que tem como objectivo despertar muito mais que uma história, mas vidas. Deus tem usado e irá usar ainda mais The Shack, agora que está em português. Que Deus abençoe vocês.

Anônimo disse...

O livro é impactante, nos faz pensar em diversos atributos de Deus que nem sempre estamos acostumados.

Alocyr

Priscila de Freitas disse...

Depois da biblia com certeza a Cabana foi o livro que mais modificou o meu agir e principalmente o meu PENSAR.Quebei muitos paradigmas e tabus que alimentava com relação ao nosso relacionamento divino,não me contive e socializei o livro com minha MÃE,para que ela posso experimentar da essencia de Deus.